No início da década de 70, a Fazenda Mata Velha iniciou seu criatório em Capitólio-MG, com gado de origem VR - uma das mais importantes linhagens do nelore nacional. Com visão empresarial, a seleção da fazenda foi rapidamente evoluindo e no início de 1990, pela necessidade de estar mais próxima do principal centro de nelore do Brasil, a Mata Velha transferiu todo seu rebanho para fazendas nas imediações de Uberaba-MG, em instalações novas e funcionais.

Hoje, o rebanho Mata Velha é composto de 1200 fêmeas nelore P.O. em idade de reprodução nas fazendas de Uberaba.

Nos anos 80 a Mata Velha enviou um representante à Índia, para verificar no país de origem a qualidade dos animais e a viabilidade de trazê-los para a melhoria e refrescamento de sangue da raça no Brasil, mas problemas sanitários impediram esta importação. Com nova expectativa de abertura de importação da Índia, conforme acordo entre os governos dos dois países, em 1996 e 1998 a Mata Velha, foi novamente à Índia, onde atualmente mantém um plantel e infra-estrutura para viabilizar estas importações, quando efetivamente liberadas.

Juntamente com um grupo de selecionadores, a Mata Velha criou e participa do Leilão Elo de Raça, realizado anualmente desde 1991, e do Leilão Mata Velha, realizado anualmente desde 2001.

Centros de Seleção

A Mata Velha possui uma das melhores e mais modernas estruturas para criação e seleção do Nelore, incluindo laboratórios auto-suficientes para Transferência de Embriões.

Em Uberaba, estão localizados os três centros dedicados à essa atividade.

Chácara Mata Velha: abriga os animais para exposição e leilão. É aqui, aliás, o local do tradicional Leilão Elo de Raça, realizado todos os anos no dia 4 de maio, durante a Expozebu e Leilão Mata Velha, realizado durante a Expoinel.
 
Fazenda Córrego dos Macacos: dedicada à cria e recria de bezerros e novilhas.
 

Fazenda Calçada: esta propriedade abriga o plantel de vacas e novilhas de 1a cria.

Veja também: